Riopreto Shopping realiza Semana da Síndrome de Down | OlímpiaNaBalada.com | Se você não quer aparecer não deixe o Walthinho te ver! Documento sem título
 

Notícias

Riopreto Shopping realiza Semana da Síndrome de Down

access_time15/03/2018

Riopreto Shopping realiza Semana da Síndrome de Down

Para marcar o 21 de março, Dia Internacional da Síndrome de Down, o Coletivo Irmãs Down e o Riopreto Shopping preparam uma semana com uma série de atrações que agregam apresentações culturais e performances, palestras com muitas informações e ainda a Exposição Mundo Down do fotógrafo Bruno Arantes e da artista plástica Stela Maria Atanázio. A exposição de fotos será realizada entre os dias de 19 a 29 de março.

A presidente do Coletivo irmãs Down, Stela Atanazio, explica que inicialmente o projeto previa apenas a exposição fotográfica, com a parceria e apoio do Riopreto Shopping, mas ação se expandiu e se transformou na Semana da Síndrome de Down, com atrações artísticas promovidas com alunos Down e palestras de especialidades diversas relacionadas à causa.

”Não apenas pela arte. Quem convive de perto com a causa como é meu caso, sabe da importância de quebrar barreiras da inclusão e transformá-la, apenas, em respeito. É isso que as Irmãs Down procuram”, conta Stela, mãe de Judah Atanazio, 22 anos, “um lindo Down”, como ela mesmo define.

Stela explica que a proposta da Exposição Mundo Down é levar os artistas aos seus mundos preferidos, mostrar suas habilidades e sonhos. Entre palácios, contos de fada, cozinhas afetivas, reproduções de filmes, shows e outros cenários de vivência e preferência de cada um dos meninos e meninas Down, que se mostraram grandes protagonistas de suas histórias, a Exposição flerta com o lúdico, mostrando realidades diárias dos pequenos grandes protagonistas.

Formada em Artes Plásticas pela Escola Pan-americana de arte, a artista plástica Stela Maria Atanázio, premiada no Salão Internacional de Joanesburgo em 2010 e no Salão de Arte Contemporânea do Soho NY, no mesmo ano é a criadora do Método Arte para todos (arte-terapia) pois não concebe a arte pela arte.

“A arte é atemporal, é a representação do momento em que vivemos, portanto escreve a história, sendo assim vai além da beleza plástica, pois é uma importante ferramenta de expressão e inclusão social”, diz a artista, apaixonada por materiais recicláveis.

Do lixo ao luxo, esta é a sua contribuição para a preservação do meio ambiente e também para a conscientização do que o potencial técnico é capaz de produzir a partir destes materiais.

Todos os cenários foram confeccionados em sua oficina de arte, utilizando materiais recicláveis com o auxílio de seus alunos Down que participaram de todo o processo: Construção dos cenários, montagem, e assistência de produção durante todas as sessões fotográficas, demonstrando competência ímpar.

Esta é portanto a materialização da ideia do Mundo Down.

Formado em publicidade e jornalismo pela Unilago, Bruno Arantes já fotografou para vários veículos de comunicação de São José do Rio Preto, como Revista Ordem, e é atualmente fotógrafo da cantora sertaneja Bruna Viola.

Para esta exposição, Bruno e Stela  realizaram mais de 30 sessões de fotos com portadores da síndrome de down, desde bebês até jovens na faixa dos 25 anos de idade. Um trabalho que contou com a participação direta dos integrantes do Coletivo Irmãs Down.

Bruno Arantes conta que tudo teve início há mais de dez anos, quando conheceu Judah. “Comecei a ter contato com ele e com esse universo, mas como geralmente acontece com a maioria das pessoas foi bem difícil no início. Por não conhecer eu não dava a devida atenção. À medida que o tempo foi passando e fui compreendendo melhor, isto se tornou uma experiência reveladora e descobri um universo incrível”, diz o fotógrafo.

Neste processo, ele conta que o convívio direto com Judah o ensinou a entender melhor o que é a síndrome de Down. “O convite para esta exposição uniu o útil ao agradável, pois me permitiu elaborar um trabalho que espero que seja um convite à reflexão. Meu objetivo é desmitificar um pouco do discurso da inclusão, porque na verdade o que eles precisam é de respeito. São pessoas como nós e com um potencial in descritível. Pessoas que namoram, trabalham, têm planos, interagem com a sociedade, sem dificuldade nenhuma, pelo contrário, são bem mais atenciosos e caprichosos do que nós”, afirma Bruno.

O fotógrafo observa que a exposição trará muito desse convite a um novo olhar para a síndrome de Down, um olhar que vai muito além de uma simples política de inclusão social. Para ele, é um aprendizado o quanto este público tem a ensinar à sociedade como um todo. “Meu trabalho aborda muito isso, sobre sentimentos e capacidades que vão além do que pode determinar um cromossomo. É preciso acabar com esse preconceito, inclusive o preconceito de que são iguais. Cada um é cada um, inclusive entre eles mesmos, e a população não conhece isso. Ninguém sabe onde vão as limitações e a capacidade deles, que são muito grandes, de viver, convive, trabalhar, tudo. Foi um aprendizado muito maior para mim e espero que as pessoas que forem ver a exposição sintam um pouco disso.”

 

SEMANA DOWN

A semana que o Riopreto Shopping está preparando tem muito mais! Na abertura, dia 19, às 16h, haverá uma apresentação do Coletivo Irmãs Down, com a performance “Rotinas em Verso”, em comemoração ao aniversário ao aniversário da cidade. Na sequência haverá a palestra “ Cromossomo 21 – um divisor de amor incondicional”, por Lana Cristina, fonoaudióloga da Famerp.

No dia 20 será a vez do grupo UpDown se apresentar. O tema da palestra da noite será “A importância da fisioterapia na fase adulta das pessoas com SD”, com a fisioterapeuta Seomara Dias.

A técnica de defesa pessoal do Krav Mag estará em destaque no dia 21, com o mestre Edson Mariotti e o instrutor Marcos Montana. Depois, a palestra da fisioterapeuta Nanci Affini, que vai destacar a importância das atividades equestres associadas ao SD.

O dia 22 será reservado para apresentação musical de Armanda Sant’Anna ao piano e Adriano Reis ao violino. Já Lucas Atanazio falará sobre a superação de obstáculos.

Para fechar a semana, a turma do Coletivo irmãs Down apresentará o desfile “Somos todos 21”.

 

UNIDAS PELA AMIZADE

O Coletivo Irmãs Down nasceu da amizade e da feliz coincidência de algumas amigas de longa data se tornarem mães Down. Estas amigas se reuniam nos finais de semana no Parque Ecológico, oportunidade perfeita de levarem seus filhos para brincar, fazerem novas amizades e se relacionarem.

Enquanto os filhos brincavam as mães conversavam sobre suas vivências como mães de filhos Down , suas dúvidas, expectativas e suas vitórias. No encontro do dia 16 de agosto de 2015 tiveram a ideia de criar um grupo no WhatsApp para facilitar a comunicação, para que pudessem conversar, trocar informações e também incluírem novas famílias com filhos Down.

O grupo cresceu e hoje somos mais de 120 irmãs e irmãos Down.

 

SERVIÇO

Semana da Síndrome de Down no Riopreto Shopping e Exposição fotográfica Mundo Down do fotógrafo Bruno Arantes e da artista plástica Stela Maria Atanázio.

De 19 a 29 de março

Entrada gratuita

Compartilhe